You are currently browsing the monthly archive for Novembro 2009.

“Minha solidão não tem nada a ver com a presença ou ausência de pessoas… Detesto quem me rouba a solidão, sem em troca me oferecer verdadeira companhia….”

Friedrich Nietzsche

Certamente já todos viram este vídeo embora recente (foi lançado na net há 2 dias) já tem mais de 1 milhão de visualizações totais no You Tube. Conhecidos em Portugal como “Os Marretas” que eu adoro desde puto criaram para assinalar o aniversário da morte de Freddy Mercury  uma versão de uma das musicas mais conhecidas dos Queen “Bohemian Rhapsody”. Está a meu ver simplesmente brilhante e já se fala em ser um sério nomeado para teledisco do ano 🙂

Concelho meu metam o som bem alto (mesmo que seja no trabalho) e divirtam-se que o vídeo é do melhor

Bom fim de semana

Afinal sempre consegui atingir o objectivo de chegar a um ano de blogosfera, pois é caros leitores e queridas leitoras este espaço faz hoje um anito a missiva era simples tornar este o meu cantinho de desabafos e espelhar nele um pouco de mim.
Ao longo de quase 260 posts fui mostrando ou tentando mostrar o que sentia e sinto sem qualquer receio de censura ou julgamentos alheios.
Este blog ajudou-me bastante numa fase menos boa e quem já leu alguns dos meus primeiros posts pode contestar isso.

Muitas coisas se passaram entretanto, coisas essas que fui colocando neste espaço umas boas outras nem por isso mas tudo isso faz parte da minha vida. Foi um ano de reconhecimento de mim mesmo e dos outros, aprendi a olhar por mim em primeiro lugar (aliás aprendizagem esta que ainda estou a realizar) coisa que desde há muito tinha deixado de fazer.

Embora ainda me encontre em busca de um caminho certo a seguir vejo que um ano passado me sinto bem comigo e a tentar orientar-me neste mundo que por vezes se vira do avesso.
Muita gente acha que esquecendo o passado se sentirá feliz pois eu não, acho que o passado faz de nós o que somos no presente crescemos com essas vivencias mesmo que essas vivencias sejam más e nos façam doer, só temos de aprender e de saber avaliar onde erramos para que pelo menos esse erro não voltar-mos a cometer.

Parece que foi ontem que iniciei este blog e com ele uma nova maneira de olhar a vida e quem me rodeia, comecei a escrever coisa que não tinha muito habito confesso (eu sei, isso nota-se…) sei que não escrevo muito bem e o que escrevo pode ser a maioria das vezes super lamechas e enjoar o mais romântico dos românticos pois tenho uma visão da vida e do mundo assim cheia de romance e de sentimentos mas mesmo após um ano isso não mudou, sou assim e esse aspecto em mim não se alterou talvez um dia perca esta visão do mundo mas duvido sou um caranguejo dos puros e há coisas que nunca mudam em nós.

Neste mundo da blogosfera fui descobrindo outros bloguers que nos seus espaços mostravam tal como eu um pouco deles e das suas vidas. Passei por muitos blogs aliás ainda passo mas apenas alguns me deixaram retido e os quais diariamente sigo. Com o passar do tempo e dos comentários em alguns desses blogues foi nascendo uma amizade e felizmente mais tarde tive o prazer de conhecer alguns em pessoa e fico muito feliz em poder dizer que as considero pessoas maravilhosas e  bonitas em todos os sentidos 🙂  e pelas quais tenho uma amizade mesmo que recente muito especial e já fazem parte da minha vida mesmo que estejam a muitos km de distância.

Muitas pessoas (e aliás eu próprio) sempre pensaram que esta coisa de conhecer pessoas pela internet era um risco grande e quase sempre as pessoas eram mentirosas pois não tinham nada a temer, embora sim seja sempre um risco como é um risco conhecer alguém sem ser pela net o risco é igualmente elevado, e eu posso dizer que as pessoas que tive o prazer de conhecer através do blog e da net são pessoas maravilhosas e fiquei muito feliz das ter conhecido e que de outra forma nunca as nossas vidas se teriam cruzado  e não poderiam enriquecer a minha vida como o tem feito. Tenho “conhecido” pessoas muito especiais e algumas ainda (sim eu disse ainda) não as conheço pessoalmente mas não deixam de fazer parte deste meu mundo e com as quais vou conversando e conhecendo um pouco mais extra blog.

Em jeito de conclusão este blog ajudou-me muito numa fase menos boa e com ele vocês que me lêem e que por aqui vão deixando os vossos comentários quero agradecer-vos por estarem desse lado e pelas vossas palavras que são muito importantes para mim, agradecer também aos que nunca comentam mas que aqui vêem e seguem os meus pensamentos, aos que vão passando sem ficar e que apenas lêem as coisas que escrevo pois também fazem parte deste blog e das dezenas de visitas a nós os dois :).

Hoje o Diário de um caranguejo está em festa não só pelo seu primeiro aniversário mas também por tudo o que com ele eu fui conhecendo e vivendo.
Mais uma vez agradecer a todos os que aqui passam pois mesmo que este espaço seja o meu cantinho de desabafos são todos vocês que os aturam 🙂 e ainda assim sem pedir nada em troca os comentam e perdem tempo a conhecer um pouco de mim e da minha vida e de saber como é a vida de um caranguejo apaixonado por tudo o que o rodeia e com o coração cheio de amor a transbordar.


Fiquem por ai e vivam o sonho, sonhando com um amanhã melhor

|

|

PS: hoje pago eu :P…

E deve ser mais ou menos isto

Esta Semana não tem sido fácil na segunda fui aqui ao país ao lado ver uma estreia de uma amiga e gostei bastante conheci pessoal novo e engraçado (e miúdas giras :P) no entanto estou meio adoentado e não, não é gripe A, ou será que é? Enfim, mas tenho de recuperar logo pois na sexta tenho a despedida de solteiro do noivo do tal casório que já aqui falei ( sim já tenho farpela) e no dia a seguir o casamento (vai ser lindo vai…). Mas já tratei do assunto e as três letras para formar a palavra que o noivo vai ter mesmo que dizer já estão decoradas ( nunca se sabe, os efeitos nefastos das despedidas de solteiro :)) mais grave ainda é que vou fazer de fotografo coitadinhos nem sabem onde se estão a meter….eu avisei….

thank_you__my_love_by_JackieJealousy2

Um dia irei perceber como o meu coração deixou de bater por si, por mim e passou a bater exclusivamente por ti, para ti. Um dia conseguirei explicar a quem me perguntar como iluminaste o meu caminho que se encontrava em pleno breu e irei também dizer porque razão desde o dia que te conheci não deixei de sorrir e de ver todos os dias arco-íris no imenso céu azul. Nesse mesmo dia talvez consiga traduzir em palavras este sentimento que me corre nas veias e me deixa vivo e renovado a cada vez que os meus olhos encontram os teus, neste dia direi como vejo o mundo, um mundo real que se mistura vezes sem conta com um mundo de magia, de cores vivas e a tristeza não tem licença de entrar, onde o teu perfume paira sempre no ar mesmo quando o meu olhar não te alcança. Pode ser um mundo de sonho tudo pode ser apenas e só um sonho mas é o meu sonho, será sempre……o nosso sonho.

Hoje fui ver estes senhores em muito boa companhia e…

Gostei, mais ainda por ter estado com eles em ameina cavaqueira depois do espectáculo, são 5 estrelas.

Foi uma noite agradável boa musica boa companhia (acho que já disse isto) e boa disposição ( que o vinho ajudou claro :P) e….já disse que foi em boa companhia?  🙂

A Rua Sésamo que fez parte do imaginário de milhares de jovens da minha geração  faz 40 anos. Não podia deixar passar esta data sem dizer que a Rua Sésamo ficou na minha memória assim como penso eu na memória colectiva de milhares de putos que hoje são homens e mulheres mas que nunca mais esqueceram as personagens deste programa infantil.

sesame_street_ensemble-hp

Obrigadinho senhor Google é sem duvida uma das melhores imagens alusivas que já colocou online

(já agora aviso-lhe que lhe gamei a imagem descaradamente mas você é um porreiráço e deixa não é?…..pois bem me parecia

Ao contrario dos programas de hoje que passado 3 meses já as crianças não se lembram do nome do boneco verde do picachu, hoje cerca de 20 anos passados lembro-me de quase todas as personagens do Rua Sésamo do Popas, da Guiomar, do Senhor Almiro, do Gualter, do Gil, do Avó Chica, do Ferrão, do Becas e Egas, do Monstro das Bolachas e muitos outros.
Em conversa de amigos (e com muitos copos á mistura…:)) de quando em vez lá sai uma cantoria da Rua Sésamo para animar a malta 🙂 e recordar com alguma ternura essas horas passadas em frente da TV.

Este Programa foi produzido nos EUA e a sua estreia deu-se em 1969, com cerca de 4.135 episódios produzidos em 37 temporadas, o que torna-o o programa infantil de televisão com maior duração na história. Foi apresentado em 120 países, muitos com versões locais adaptadas, dentre os quais Portugal (Rua Sésamo), Brasil (Vila Sésamo), Canadá (Sesame Park), México (Plaza Sésamo) e Espanha (Barrio Sésamo).
Tenho pena que as crianças de hoje não tenham acesso a este tipo de programas infantis que agrupava alguma componente educacional como aliás outros desenhos animados da altura e alguns mais velhos que todos nos lembramos tão bem.

|

Este é um dos meus preferidos

Pronto vá só mais este 🙂

 

 

 

opposite-of-two

No canto do meu mundo onde sou livre sinto um vazio, algo que procuro preencher não sei muito bem como. Minto sei perfeitamente como o preencher, este é o teu espaço que reservado está para o habitares e cuidares como uma flor que precisa de alimento, atenção,  compreensão, respeito e Amor.
Neste meu mundo de mil estrelas és sem dúvida a mais brilhante a que tem uma luz própria diferentes das demais que eu não me canso me olhar. Sei que um dia o encontrarás e o irás preencher como ninguém porque ele apenas existe porque tu existes, nem faço disso um objectivo de vida pois sei que mais tarde ou mais cedo encontrarás o teu caminho e este cruzará o meu.
Aqui irás encontrar a paz que tanto procuras e esse amor de faz de conta que dizem apenas existir no cinema, aqui o terás incondicional assim como o teu sonho de princesa, de menina feliz. É um espaço teu e só teu sem lugar para mais ninguém assim como na vida um Amor é como uma valsa onde só dois são um par.
Um dia quero te poder dizer sê bem-vinda, um dia quero voltar a sorrir sem razão, quero ter borboletas de todas as cores na barriga cada vez que te olhar, um dia quero percorrer o teu corpo com uma rosa e afirmar que és a mulher mais linda que alguma vez vi, um dia quero voltar a dizer…AMO-TE…um dia.

“Se eu fosse compositor
Compunha em teu louvor
Um hino triunfal
Se eu fosse critico de arte
Havia de declarar-te
Obra prima á escala mundial
Mas não passo de um homem vulgar
Que tem a sorte de saborear
Esse teu passo inseguro e o paraíso no teu olhar”