estrelas

Acolho o brilho das estrelas no meu rosto e aconchego-as na palma da minha mão não as quero roubar apenas olhar para elas, vê-las, senti-las sussurrar baixinho ”ei! Tu ai…és a minha estrela ilumina-me…e voltar a devolve-la ao céu.

Sei que mais tarde ou mais cedo irão iluminar o meu caminho que tem estado um pouco ténue. Mesmo assim sou de alguma forma feliz tenho família, amigos e vou conhecendo pessoas que se vão tornando importantes para mim porque todos somos importantes para alguém e o carinho, a amizade e até mesmo o amor se vai construindo com um passo de cada vez.