Á meia hora que estou a olhar para este espaço vazio para escrever um post não que não tenha nenhum assunto mas hoje sinto-me especialmente confuso, estive num jantar de amigos ex colegas de trabalho que recentemente ficamos todos desempregados pois a empresa onde trabalhávamos faliu, fico a amizade entre nós pois sempre trabalhamos em equipa mesmo nas adversidades (horas a mais, meses sem receber, o costume) sai do jantar bem disposto por saber que a amizade ainda é um laço forte entre as pessoas, vai dai recebo uma msg pelo msn do meu ex patrão com uma conversa de merda (com um bocadinho de sorte a culpa dos erros dele ainda é dos empregado incluindo eu) fiquei logo bruto como pode haver pessoas que se não conseguem reconhecer que erram e que estão a errar eu até o considerava alias considero amigo (sou incapaz de odiar alguém) mas já é de mais.

Eu não quero dar uma de coitadinho não é do meu feitio mas poças que mais me estará para acontecer. 2008 foi mesmo um ano péssimo estou desejando que acabe e venha 2009 que traga luz e um futuro bastante mais risonho.

Á males que vem por bem é o que dizem e estando eu nesta situação (desempregado, solteiro, família doente, e o diabo a sete) quero e vou resolver a minha vida, tenho objectivos e planos bem traçados para 2009 um deles é criar o meu próprio emprego obviamente que tenho medo, mas sou forte e tenho vontade de criar coisas que mais um homem precisa para se sentir realizado (tirando plantar uma arvore, escrever um livro e ter um filho)?

Só me vem á mente uma frase:

“Quem perde os seus bens, perde muito; quem perde um amigo, perde mais; mas quem perde a coragem, perde tudo.”
(Miguel de Cervantes)